Atendimento via WhatsApp

Geriatria | Clínica da Memória

85 3047.3001 | 85 3242.5998 85 99999.5089

Av. Santos Dumont 5753 | Sala 1708 | Torre Saúde Complexo São Mateus | Papicu | Fortaleza CE

Geriatria

O geriatra é o médico voltado para o cuidado integral da saúde do idoso. É o responsável por criar estratégias para prevenção de doenças e para um envelhecimento saudável em todas as faixas etárias.

Dra. Danielle de Menezes Ferreira

Médica Geriatra
CREMEC 7184

  • Formada em Medicina pela Universidade Federal do Ceará (UFC) 1998
  • Residência Médica em Clínica Médica pela Universidade Federal do Ceará (UFC) 2001
  • Residência Médica em Geriatria pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) 2003
  • Titulada em Geriatria pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG) 2003
  • Médica geriatra concursada pela Secretaria de Saúde do Estado do Ceará
  • Diretora Administrativa da Clínica da Memória

Dra. Ianna Lacerda Sampaio Braga

Médica Geriatra
CREMEC 8950/RQE 5687

  • Formada em Medicina pela Universidade Federal do Ceará (UFC) 2003
  • Residência Médica em Clínica Médica no Hospital Geral Dr. César Cals (HGCC) 2005
  • Residência Médica em Clínica Médica – ano opcional - pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP/EPM) 2006
  • Residência Médica em Geriatria pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP/EPM) 2009
  • Titulada em Geriatria pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG) 2010
  • Mestrado em genética da doença de Alzheimer pela UNIFESP/SP em 2011 Professora de Medicina da UNIFOR
  • Médica do Hospital Geral Dr. César Cals Membro da Diretoria da SBGG - CE

Dra. Luana Oliveira Correia

Médica Geriatra
CREMEC 9793/RQE 5404

  • Formada em Medicina pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA) 2005
  • Residência Médica em Clínica Médica no Hospital Regional da Asa Norte -Brasília/DF(HRAN) 2007
  • Residência Médica em Geriatria pela Universidade de Brasília (UnB) 2011
  • Titulada em Geriatria pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG) 2012
  • Professora de Medicina da UNIFOR
  • Médica do Hospital Geral Waldemar Alcantara-Serviço de Atenção Domiciliar (SAD)
  • Membro da Diretoria da SBGG - CE

Formas de Contato e Agendamento

como podemos ajudar

Demência avançada

A demência avançada é caracterizada pela perda da capacidade de se comunicar, associada a capacidades psicomotoras básicas como andar e segurar urina e fezes. Existem muitas dúvidas sobre como cuidar bem de idosos nessa fase. Tarefas do dia-a-dia ficam super complexas como descobrir quando tem dor, como alimentar da melhor forma, cuidar da pele, dentre outros. É imprescindível uma equipe multidisciplinar treinada para o acompanhamento, como fonoaudiólogos, fisioterapeutas, enfermeiros, dentre outros. Estamos preparados para acompanhar com qualidade o seu ente querido. Inclusive com atendimento domiciliar de nossos pacientes.

→ ACOMPANHAMENTO DE LONGEVOS
Idosos longevos são aqueles idosos autônomos e independentes. Geralmente passaram dos oitenta anos com saúde, isto é, tem menos de 4 doenças controladas e não precisam de ajuda para fazer suas atividades dentro e fora de casa. Este grupo de idosos necessitam de acompanhamento anual para prevenir doenças passiveis de prevenção. É importante procurar profissional capacitado para buscar doenças de acordo com sua idade e sua funcionalidade.

Checkup da memória

Toda queixa de memória deve ser valorizada e avaliada. O check up da memória está indicado para pacientes com queixa de alteração em memória, com histórico familiar e, também, para pacientes saudáveis que querem prevenir doenças relacionadas à memória. A avaliação é feita através de uma investigação clínica inicial, teste complementares e específicos e reavaliações periódicas para estabelecer a tendência cognitiva do individuo (melhora, declínio ou manutenção).

Medicina preventiva

A principal importância da medicina preventiva está na manutenção constante da qualidade de vida. Investir na prevenção é a chave para não precisar interromper planos e projetos de vida para se dedicar ao tratamento de uma doença. Prevenção é sinônimo de aumento da disposição e manutenção de independência e autonomia. O médico geriatra faz, de forma completa, uma avaliação e acompanhamento de pessoas sem doenças, mas que querem envelhecer de forma bem-sucedida.

Check up do idoso/ Envelhecimento saudável

Check up do idoso / Envelhecimento saudável

Prevenção e tratamento em todas as idades com avaliação ampla contemplando a saude física, mental e funcional. Realizada a detecção de situações de risco e identificação de doenças sem sintomas (assintomáticas).

Avaliação Pre-operatória

As chances de ter complicações entre idosos que se submetem a cirurgias são enormes. Por isso, requer uma atenção especializada para minimizar todos os riscos.

A avaliação pre-operatória tem como objetivos estabelecer medidas de prevenção de eventos adversos, antecipar complicações, estabelecer critérios que alertem para um maior risco e desenvolver um acompanhamento e tratamento com enfoque multidisciplinar. Além disso, o geriatra avalia diversos riscos, como: cardíaco, pulmonar, delirium, renal, nutricional, dentre outros. É muito completo, vale a pena não arriscar.

Acompanhamento pré e pós-operatório

Atendimento especializado para pacientes com maior risco de desenvolverem complicações em situação de pré e pós-cirurgia (por ex. paciente portador de várias doenças como pressão alta, diabetes, artrose, etc. Idosos considerados frágeis ou em risco de fragilidade, paciente portador de quadro depressivo ou de demência (Doença de Alzheimer).

Aconselhamento médico

Atendimento à familiares de pacientes idosos com explicação detalhada sobre suas doenças e orientações quanto ao cuidado amplo/completo do idoso e orientações sobre a saude do cuidador.

Apoio ao cuidador / familiar

Cuidar de uma pessoa com Alzheimer costuma ser um desafio para os familiares que atuam como cuidadores. Quando essa carga de trabalho fica por conta de uma única pessoa, como acontece em algumas famílias, a rotina é ainda mais estressante e às vezes solitária. O resultado pode ser o estresse do cuidador, uma condição que acontece com frequência, mas que pode e deve ser combatida e tratada.

Cuidados paliativos

"Cuidados paliativos consistem na assistência promovida por uma equipe multidisciplinar, que objetiva a melhoria da qualidade de vida do paciente e seus familiares, diante de uma doença que ameace a vida, por meio da prevenção e alívio do sofrimento, da identificação precoce, avaliação impecável e tratamento de dor e demais sintomas físicos, sociais, psicológicos e espirituais".

Organização Mundial de Saúde (OMS).

Doença de Alzheimer

A doença de Alzheimer é o tipo mais comum de demência. Um diagnóstico e tratamento adequados permitem uma melhor evolução da doença e uma melhor qualidade de vida para o indivíduo. Um diagnóstico muda a vida da pessoa e de sua família e amigos, mas atualmente existem tratamentos e acompanhamento multidisciplinar para que não seja necessário enfrentar esse caminho sozinho.

Tonturas

Apesar de tontura acontecer em qualquer idade, ela se torna mais significativa na terceira idade, onde é mais frequente e pode trazer maiores complicações associadas ao quadro. Existem diversas causas para o quadro e se faz necessária uma avaliação diagnóstica ampla para se conseguir um tratamento eficaz.

Perda de peso

A perda de peso involuntária refere-se à perda de peso que ocorre quando uma pessoa não está fazendo uma dieta nem tentando emagrecer.

A perda de peso é uma queixa comum entre pacientes idosos e constitui muitas vezes um desafio ao médico por ser uma manifestação inespecífica associada a diversas condições. A importância de se valorizar essa queixa pode ser demonstrada com dados associando esse achado a uma piora da morbimortalidade em idosos.

Inúmeras razões podem levar uma pessoa a emagrecer sem que haja o intuito de perder peso então sempre deve ser feita uma avaliação ampla para identificação das causas e adequado tratamento.

Entenda a Geriatria

O que é a Geriatria?

A geriatria é uma especialidade médica voltada para o cuidado integral da saúde do idoso. Capaz de cuidar dos principais problemas de saúde dos idosos e principalmente muito idosos (acima de 80 anos). Acima de tudo promove saúde e une estratégias para um envelhecimento de forma bem-sucedida em qualquer faixa etária.

Como o Geriatra trabalha?

O Geriatra atende avaliando de forma ampla. São avaliadas as queixas, doenças prévias, problemas associados, qualidade do sono, se há quedas, dificuldades de memória, performance física geral, dentre outros. Além disso é feito um exame físico detalhados e são solicitados exames adequados às queixas.

Atendimento no consultório ou ambulatorial: os geriatras da clínica da memória são capazes de lidar com os problemas de saúde de idosos e prevenção de doenças em jovens. Além disso, temos expertise em doenças do comportamento e da mente. Fazemos diagnósticos de Doença de Alzheimer, Doença de Parkinson, Demência Vascular, dentre outras.

Atendimento hospitalar: avaliação e acompanhamento com cuidado amplo e direcionado para o idoso durante período de internação hospitalar, objetivando a melhora rápida, prevenção de complicações e desospitalização adequada

Atendimento domiciliar: fazemos atendimento de pacientes em seus domicílios, para acompanhamento de fases mais avançada de doenças, conseguindo assim manter uma continuidade de atenção à saúde dos pacientes com dificuldade de locomoção.

Um geriatra é um generalista ou um especialista?

Ambos. Como generalista, ele é capaz de prevenir e tratar problemas de diversos órgãos que, afinal, são interligados (tratamento e prevenção de infecções, prevenção de infartos, derrame, complicações de doenças como diabetes, ajuste de uso de vários remédios). Como especialista, domina os aspectos peculiares da saúde do idoso, fornecendo, portanto, um atendimento especializado para estas pessoas. O geriatra se preocupa, portanto, com todos os aspectos da saúde do idoso.

Por que procurar um Geriatra?

Ser acompanhado por um Geriatra significa ter um médico responsável por sua saúde em todos os seus aspectos e em qualquer situação que se faça necessário. É ter um médico que conhece minuciosamente seu histórico médico e que tem condições de oferecer cuidado, amparo e orientação tanto no seu dia-a-dia como em situações de emergência.

Quando procurar um Geriatra?

Quanto antes, melhor! Se ainda não é idoso, o paciente deve procurar um geriatra para ter acesso às ações de medicina preventiva, capaz de minimizar o risco do surgimento ou agravamento de diversas doenças. Quem tem mais de sessenta anos deve procurar um geriatra porque ele foi capacitado a conhecer a forma de funcionamento de seu organismo nesta idade, sendo capaz de fornecer um atendimento que respeita todos os aspectos de sua saúde. Em ambos os casos, é bom procurar um geriatra para garantir um envelhecimento com qualidade de vida e bem-estar.

Seu problema não está nessa lista ?

clique aqui e envie sua dúvida.

Uma geriatra lhe responderá o mais breve possível.

Vídeos e Artigos

voltar

Tire sua dúvida